Defina uma estratégia de preços para o seu negócio

Há alguns fatores determinantes no momento em que o consumidor opta por uma loja em detrimento a outra e, sem dúvida, um dos principais é o preço. Não é à toa que até mesmo o Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) indica e realiza pesquisas de preço em épocas específicas do ano. Sabendo disso, o empreendedor se debruça sobre essa questão para encontrar uma estratégia de preços que seja capaz de encontrar o equilíbrio entre faturamento e satisfação do cliente.

Claro que essa não é uma tarefa das mais simples, mas há algumas fórmulas e dicas que podem ajudar nessa missão. E o primeiro passo é compreender a necessidade de precificar os produtos de forma estratégica.

Para chegar a um valor justo tanto para você quanto para o seu cliente existem fatores importantes que precisam ser levados em consideração e ações fundamentais que devem ser aplicadas a fim de garantir o sucesso do seu negócio. Confira!

Quais as razões para criar uma política de preços?

Ter em mente que a precificação dos produtos tem relação com o seu faturamento e com a satisfação do cliente é fundamental e é o primeiro passo para acertar na estratégia de preços do seu empreendimento. Mas existem outras razões. Veja quais são.

Satisfação do consumidor: como citamos no início do artigo, o preço é um dos principais fatores que fazem o cliente escolher por uma loja ao invés de outra. Portanto, um valor que se adapta ao bolso se torna um bom argumento.

Concorrência: a criação de uma política de preços é capaz de dar um contexto geral ao empreendedor, permitindo, inclusive, que ele saiba até onde pode ir para se manter competitivo.

Concessão de descontos: com a precificação e uma política definida, é possível ter noção de qual é a margem mínima aceitável pelo empreendimento, assegurando que a empresa não tenha prejuízos ao vender produtos com descontos.

Maximização de resultados: ao vender o produto com o preço adequado, o resultado não poderia ser diferente: lucro e desenvolvimento. Do contrário, ao definir preços sem embasamento, você compromete os resultados, podendo até mesmo levar a empresa à falência.

Saúde financeira e pagamentos em dia: a precificação correta garante à empresa que os recursos de caixa para custeio de toda a operação e o pagamento de obrigações como salários e tributação seja realizado em dia, garantindo a saúde financeira do empreendimento.

Como definir uma estratégia de preços eficaz e atrativa?

As vantagens, como citamos, são muitas e relacionadas diretamente ao sucesso do seu negócio, mas como acertar na precificação dos produtos? Vamos às etapas fundamentais para construir sua política de preços!

Conheça os custos e despesas da sua empresa: apostar em uma estratégia de preços baixos sem conhecer a realidade do seu negócio pode significar prejuízo, apesar das boas vendas. Isso acontece quando o faturamento não consegue cobrir os custos e despesas justamente porque a precificação não levou em consideração esses dados.

Tenha uma margem de lucro definida: Definir a margem lucro líquido da empresa com a venda de determinado produto é fundamental e diz muito sobre o que o empreendedor projeta para o futuro.

Esteja atento ao mercado: Ignorar o mercado é um pecado que não pode ser cometido. O que isso significa? Que o seu preço de venda não pode estar desalinhado ao praticado pelos concorrentes. Claro que em algumas ações pontuais, os preços podem cair significativamente, mas essa é uma estratégia pontual.

Dez centavos fazem a diferença

Você já deve ter notado que em alguns comércios as etiquetas de preços são bastante semelhantes. É 1,90 pra cá, 15,90 pra lá. Em comum, aqueles dez centavos que faltam para “arredondar” o preço.

Essa é uma tática bastante utilizada ainda e, para os mais velhos, ela deve ficar mais evidente quando lembramos das famosas lojas de 1,99 que ficaram no passado. Lá, a tática era deixar esse um centavo como “desconto”, mas na prática a realidade era outra. Afinal, o que mais se ouvia era “pode deixar esse um centavo”. Acontece que dez centavos fazem a diferença tanto para o cliente quanto para o empreendedor. No entanto, ao invés de passar a imagem de que está preocupado com o cliente, o consumidor pode enxergar essa como uma tática para ganhar a moedinha de dez centavos.

E por falar em troco, uma alternativa bastante eficaz, assertiva, inteligente e que demonstra o quanto você se importa em oferecer soluções tecnológicas ao seu cliente é o Troco Simples. O aplicativo foi criado com o objetivo de evitar desperdícios e ainda fazer o troco render!

O Troco Simples é muito prático e pode ser acessado do celular, permitindo que os comerciantes cadastrados ofereçam o troco em crédito diretamente no CPF do cliente. Dessa maneira, as famosas moedinhas são dispensadas e os consumidores. Quer conhecer melhor nossa solução? Entre em contato com a gente!

Deixe um comentário