Planejamento financeiro: a importância de ter o dinheiro sob controle

Ficar no vermelho ou viver constantemente com o dinheiro contado não é das melhores experiências, não é verdade? E o pior é que, na maioria das vezes, isso é resultado da falta de um planejamento financeiro adequado. Tanto que, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), divulgada em janeiro de 2017, apenas 51% dos consumidores entrevistados fazem o controle do orçamento. Além disso, os dados mostram que, embora as pessoas tenham consciência da importância do planejamento financeiro, a maioria não o aplica no dia a dia e 58% delas têm dificuldade de realizá-lo.

De fato, aprender a gerenciar o dinheiro de forma correta não é uma prática comum entre os brasileiros, o que acaba impactando de forma negativa nas finanças. A boa notícia é que isso tem solução, mas exige estudo e disciplina para colocar tudo em ordem. Por isso, neste artigo vamos falar sobre esse tema para ajudá-lo nesta missão. Acompanhe!

O que é um planejamento financeiro e quais são suas vantagens

O planejamento financeiro, como o próprio nome já sugere, corresponde à organização das finanças pessoais para garantir maior segurança em relação ao futuro de uma pessoa. É por meio dele, por exemplo, que fica mais fácil realizar os sonhos e os objetivos em curto, médio e longo prazos, sem comprometer os recursos disponíveis. Para isso, é necessário fazer uma boa análise da próprias economias, planejar o futuro e ter muita disciplina para seguir o plano ao longo dos meses e anos seguintes. É importante ressaltar que os resultados não chegam em algumas semanas. Para que aconteçam, é preciso um longo trabalho.

Ao cuidar diariamente do dinheiro, tem-se mais segurança contra imprevistos, como o desemprego e certas dificuldades. Também é o planejamento que vai permitir ter uma reserva adequada para complementar a aposentadoria. Mas isso não é tudo. Quando se organiza e planeja as finanças, é possível fazer aquela viagem dos sonhos ou comprar o produto do qual está precisando e ainda não comprou porque é muito caro. Além disso, com ele também pode-se melhorar as condições financeiras, garantindo que a conta fique longe do negativo ou sempre no limite.

Um aspecto importante em relação às finanças pessoais é que, ao contrário do que muitos pensam, ter um salário alto não é sinônimo de estar livre dos problemas econômicos. Existem pessoas com muitos recursos, mas que não conseguem lidar com eles de forma adequada e, por isso, são controladas pelos gastos e não o contrário.
Paralelamente, há pessoas com menos recursos que conseguem viver bem e otimizar seus ganhos por meio de um conjunto de práticas que fazem toda a diferença no orçamento final. E, acredite: isso é consequência de um planejamento financeiro eficiente.

Dicas para fazer um bom planejamento financeiro

Quando se fala em planejamento financeiro, é importante ressaltar que não se trata apenas de economizar o dinheiro que sobra no fim do mês, pois é preciso planejar até mesmo o quanto deve ser economizado mensalmente. Assim, esse trabalho envolve o desenvolvimento de uma consciência financeira e a mudança de atitude em relação ao dinheiro, de modo que as novas práticas façam naturalmente parte do dia a dia. Mas você sabe exatamente como começar esse processo? Para ajudá-lo, preparamos uma lista com ações importantes para você manter suas finanças no caminho certo. Confira!

Tenha disciplina

Como já comentamos, disciplina é essencial para que seu planejamento financeiro tenha sucesso. Ela é que vai ajudá-lo a se manter na linha, evitando dívidas desnecessárias e economizando conforme o que foi programado, garantindo, assim, que o planejamento realmente seja executado e traga os resultado almejados. Além disso, a disciplina também é essencial para que os investimentos proporcionem um bom retorno, pois quando você aplica mensalmente um determinado valor, o rendimento é bem melhor por conta dos juros compostos.

Defina as metas e os sonhos

Estabeleça quais são os seus sonhos e as metas para os próximos anos, especificando em quanto tempo deseja alcançá-los. Viajar mais, ter uma renda maior, comprar um carro… Tudo precisa ser anotado para que você tenha uma visão ampla e possa adaptar seu estilo de vida de forma adequada aos objetivos estabelecidos para que seja possível conquistá-los no prazo estabelecido. Dentre as ações possíveis para essa mudança, podemos citar a troca de emprego, a busca por produtos mais acessíveis que supram suas necessidades, a redução de gastos, investimentos e assim por diante.

Controle as receitas e os gastos

Anote tudo o que acontece com o seu orçamento, desde o valor que entra na sua conta (como seu salário) até cada um dos gastos que fizer ao longo dos meses (e isso inclui o cafezinho). Essa medida permite que você saiba precisamente quanto tem disponível e qual é a origem e o destino do seu dinheiro. Assim, vai conseguir identificar todos os gastos que podem ser evitados e, consequentemente, economizar. Da mesma forma, também será possível prever as despesas futuras para que suas finanças estejam preparadas para abraçá-las.

Defina uma estratégia de investimento

Embora a maioria dos brasileiros ainda não esteja familiarizada com os diferentes tipos de investimento, definir uma estratégia nesse sentido é essencial para o crescimento financeiro. Claro que, para isso, é necessário estudo e a orientação de profissionais, pois eles podem ajudar na escolha da melhor opção para o seu perfil. Bolsa de valores, títulos do Tesouro Nacional e previdência privada são alguns dos tipos existentes e oferecem mais vantagens que a poupança, por exemplo.

Compre somente o que você precisa

Pode parecer uma tarefa difícil, mas você já parou para pensar no quanto gastamos com produtos ou serviços que mal utilizamos? Esse dinheiro poderia ser direcionado para algo realmente necessário ou ir para a cota de economia e investimentos, concorda? Para fugir desse perigo, uma dica é sempre fazer listas com todos os itens necessários antes de fazer uma compra e nunca gastar com o que estiver fora dela. Lembre-se de manter um estilo de vida que esteja de acordo com suas finanças.

Compare os preços dos produtos e serviços

Evite comprar um produto ou contratar um serviço sem antes estudar as opções disponíveis no mercado. Hoje, essa tarefa ficou bem mais fácil por conta da internet, que também permite avaliar a credibilidade e a qualidade da empresa em questão. Afinal, não adianta comprar ou contratar algo muito barato e depois ter prejuízo porque a empresa não trabalha bem. Quando você faz essa análise antes de fechar qualquer negócio, muitas vezes é possível obter uma economia importante e ter produtos e serviços de qualidade.

Utilize dinheiro na hora das compras

Por mais que o cartão de débito seja prático, ter o dinheiro em mãos permite que você consiga controlar melhor seus recursos. Isso acontece porque o valor disponível para gastos torna-se mais palpável e, consequentemente, fica mais fácil controlar as despesas. O resultado é que as chances de se gastar mais do que se pode são bem menores, evitando que se caia nas armadilhas do consumo. Além disso, com o dinheiro você pode otimizar o troco das compras, com serviços como o da Troco Simples. Assim, as moedinhas que muitas vezes não são devidamente valorizadas vão para uma conta no seu CPF, na qual são acumuladas e seu valor rende 6% ao ano.

Agora que você já tem as informações essenciais de um bom planejamento financeiro, não perca mais tempo e faça já o seu. Comece a dar valor a cada moedinha de troco, pois, juntas, fazem a diferença no orçamento final. Inclusive, a Troco Simples oferece uma forma de organizar e otimizar seu troco, evitando que seja esquecido ou fique perdido nas bolsas. Acesse nosso site e descubra mais!

Deixe um comentário