Fechamento de caixa: quatro dicas para evitar dores de cabeça

Para os comerciantes, o fechamento de caixa é uma tarefa que pode dar muita dor de cabeça se não for feita com muito cuidado. Isso porque essa atividade é a base operacional de toda a gestão financeira de um negócio. Ou seja, é pelo seu fluxo de caixa que é possível saber quanto recebeu, quanto pagou e como está a movimentação diária. Então, ter um controle eficiente é o primeiro passo para garantir o sucesso da sua loja. Nesse sentido, elaboramos algumas dicas para facilitar e auxiliar nesse processo, evitando aquelas surpresas indesejadas no fim do dia. Confira!

1. Saiba qual é o seu saldo inicial na abertura do caixa

Saber o seu saldo inicial é o primeiro passo para garantir um fechamento de caixa correto. Portanto, conte o dinheiro que você tem em caixa para realizar uma abertura com o saldo real e sem erros no início. À medida que cada lançamento é realizado no fluxo de caixa, seja pagamento, seja recebimento, o saldo será alterado. No fim do expediente seu saldo de fechamento de caixa será resultado da equação que iniciou com o saldo de abertura do caixa e que, durante o dia, foi variando de acordo com as entradas e saídas de valores.

2. Registre todas as entradas e saídas

É necessário registar desde o valor de reserva (fundo de troco) até as demais entradas e saídas que forem ocorrendo ao longo do dia. Se você ainda faz o controle manualmente, anote cada operação, confira e junte os comprovantes para fazer o fechamento mais tarde. Caso você utilize um software de gestão, a atividade fica mais simples, basta lançar cada ação no sistema, conferir os dados e guardar os comprovantes. Depois, a própria ferramenta faz automaticamente o cálculo para fechar o caixa e, em poucos cliques, é possível ter um relatório com tudo que você precisa.

3. Confira sempre os valores do caixa

Não importa como você faz o seu fechamento de caixa, se manualmente ou por meio de um software: ele deve ser realizado no fim do expediente e todas as movimentações devem ser conferidas diariamente, pois isso ajuda a evitar incoerências nos valores. Uma tática comumente utilizada e que facilita muito a vida é separar os documentos das transações por tipo, podendo ser da seguinte forma:

  • Dinheiro (moedas e notas);
  • Cheques (à vista e pré-datados);
  • Cartões de crédito e débito;
  • Tickets (se a sua empresa aceita esta forma de pagamento);
  • Pagamentos de despesas diversas;
  • Vales para funcionários.

Assim, se houver alguma divergência por motivos de troco errado, recolhimento de dinheiro (sangrias) que não foi registrado ou troca de mercadorias sem ter dado baixa, por exemplo, você consegue identificar antes mesmo de fechar o caixa e corrigir rapidamente.

4. Facilite o troco

Dar o troco é um momento que pode causar muita tensão para o operador de caixa e insatisfação para o cliente. Afinal, quem trabalha no varejo sabe que a entrada e a saída de dinheiro são constantes, o que acaba refletindo no caixa, pois aquelas notas de baixo valor, de R$ 2 e R$ 5, bem como as moedas, são sempre as primeiras a saírem. Então, eventualmente, chega a hora em que não há mais troco para todos e você é obrigado a dar descontos para arredondar valores de acordo com o que tem disponível no caixa.

Veja como a Troco Simples pode ajudar no fechamento de caixa

Desse modo, buscar alternativas para facilitar o troco é essencial para deixar o seu cliente satisfeito e não ter incoerências de valores na hora de fechar o seu caixa. Um excelente exemplo para simplificar a vida de todos é o Troco Simples. Com esse aplicativo é possível pagar o consumidor digitalmente, basta cadastrar a sua empresa e gerar um boleto no valor que você quer ter disponível no sistema como troco. Logo, você não precisa se preocupar com as moedas e cédulas no seu caixa, porque é só ir creditando o valor do troco diretamente no CPF do seu cliente. Muito bom, não é mesmo? Além disso, os seus clientes também têm benefícios, pois eles podem acumular os valores e obter vantagens, como valorização do dinheiro e prêmios.

Por falar nisso, baixe gratuitamente o nosso infográfico “Quanto você perde recebendo troco em moedas?” e entenda como é possível investir o seu dinheiro corretamente, poupando o dinheiro público de novas produções de cédulas e moedas. Clique no banner abaixo e descubra!

 

Pronto! Com essas dicas você evita surpresas desagradáveis ao fechar o caixa e garante um controle financeiro eficiente para o sucesso do seu comércio. Agora, que tal colocar todo o aprendizado em prática? Aproveite também a oportunidade para se cadastrar e incentivar o seu cliente a utilizar o aplicativo da Troco Simples. Assim, todos poderão se beneficiar das facilidades que ele pode oferecer. Entre em contato com a gente e saiba mais!

Deixe um comentário