fevereiro 2018

19
fev

Troca de produtos: conheça os direitos e deveres da sua empresa

A troca de produtos é um movimento que cresce consideravelmente em épocas após datas comemorativas como o Natal e o Dia das Mães, mas o fato é que durante o ano todo as lojas precisam lidar com isso. As pessoas recorrem a esse recurso por variados motivos, desde defeitos até gosto ou tamanho da peça. Mas em quais situações os comerciantes são obrigados por lei a trocar os produtos?

Pelo Código Brasileiro de Defesa do Consumidor (CDC), em caso de defeito no produto, a empresa não precisa realizar a troca imediatamente. Há exceção para os casos que envolvam itens essenciais, como uma geladeira, pois dela depende a conservação dos alimentos, sendo a substituição uma maneira de evitar prejuízos ainda maiores. No entanto, essas situações devem ser avaliadas separadamente, pois o CDC não estabelece o conceito do que é realmente essencial.

A lei prevê um prazo de 30 dias para solucionar o problema. Depois disso, o consumidor pode escolher entre a substituição do produto por outro da mesma espécie em perfeitas condições de uso; a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos; ou ainda o abatimento proporcional do preço.

Se o consumidor optar pela troca e a empresa não tiver mais esse produto disponível ou nenhum que esteja de acordo com as necessidades, a substituição pode ser feita por outro produto, de marca ou modelo diferente. Para isso, será necessário acertar a eventual diferença no valor.

Casos de troca de produtos que dependem da empresa

Por outro lado, se o produto estiver adequado para consumo, ou seja, em perfeitas condições de uso, não há obrigatoriedade de troca por parte da empresa. É o caso, por exemplo, de um presente que a pessoa já tinha ou de uma peça de vestuário que acabou não servindo.

Não há defeito algum no produto, mas pessoa que comprou ou recebeu de presente não poderá utilizar ou deixará de lado por não ter gostado. Nessas situações, portanto, depende de o comerciante incluir em sua política a substituição dos itens, mediante regras previamente estabelecidas.

Essas regras podem incluir o prazo para a troca dos produtos ou as condições para que eles sejam substituídos quando não há defeito, como apresentar a etiqueta em caixa e a peça dentro da embalagem na qual foi vendida. Além disso, esse procedimento também pode ser limitado a determinados itens.

No entanto, se a empresa se comprometer em realizar a troca, ele terá de cumprir com a promessa. Fazer propaganda enganosa pode dar uma dor de cabeça muito maior e um grande prejuízo financeiro por conta da imagem arranhada.

Por falar em imagem, realizar a troca do produto mesmo que ele não apresente defeito é uma forma de as lojas conquistarem seu público por meio de uma vantagem. É uma forma de fidelização que pode surtir efeito dentro de um mercado cada vez mais competitivo e acirrado como o de hoje.

Imagine que um consumidor tenha comprado presentes de Natal para toda família e acabou descobrindo que algumas camisetas não serviram. Se ele for até a loja para tentar trocar e não conseguir, se sentirá extremamente frustrado e com um prejuízo nas mãos. Por mais que o comerciante esteja amparado na lei, ele deve pensar que o custo que pode ter com a troca não se compara com o da perda de um cliente.

E na sua loja, como funciona? Existe uma política específica de troca de produtos? Se a resposta for não, comece a elaborar uma agora mesmo, pois, como falamos, trata-se de um benefício ao consumidor, algo que ajudará a manter esse cliente. Além disso, não podemos encerrar este artigo sem reforçar a importância de estar bem preparado também quando o assunto é o troco. E para isso, você sabe: conte com o aplicativo Troco Simples! Com ele, você facilita a sua vida e a do seu cliente também!

5
fev

Seu bolso mais feliz: entenda a importância de pesquisar preços

É comum que muitas pessoas, quando desejam comprar um determinado produto, na ansiedade de levar o tão sonhado bem para casa o mais rápido possível, acabem cometendo um grave erro: comprar na primeira loja, sem antes verificar opções em outros locais. Como consequência, podem adquirir produtos mais caros e, muitas vezes, com qualidade inferior à desejada. Para evitar que isso aconteça, pesquisar preços é a prática mais indicada por especialistas para quem deseja economizar e garantir mercadorias de qualidade.

Afinal, há sempre a possibilidade de encontrarmos aquilo que queremos com valores mais convidativos ou similares com as mesmas características ou funcionalidades. Mas qual a melhor maneira de se fazer isso e garantir o melhor custo-benefício? Bom, é isso que vamos contar para você neste artigo.

Descubra como pesquisar preços para ter o melhor custo-benefício

Existem diversas técnicas para pesquisar preços e economizar. Para facilitar, separamos alguns dos produtos mais comprados mundo a fora e, com base neles, vamos explicar qual é a melhor maneira de adquiri-los por um valor que cabe no seu bolso. Veja!

1. Eletrônicos, eletrodomésticos, móveis e outros itens de maior valor

Para esses produtos, a internet é uma ótima aliada na busca do melhor preço. Isso porque estamos falando de um bem de valor maior e realizando esse tipo de pesquisa é possível encontrar uma grande riqueza de detalhes. Além disso, fica mais simples comparar um produto com o outro. Para isso, você pode contar com algumas ferramentas, como Google Shopping Brasil, BuscaPé, Shopping UOL e JáCotei.

2. Remédios

O ideal é ir em pelo menos três estabelecimentos antes de comprar qualquer remédio, sendo ele genérico ou não. Para você ter uma ideia, uma pesquisa realizada pelo Procon de São Paulo, em 2016, aponta que os genéricos são, em média, 57% mais baratos que os remédios de marca. No entanto, a diferença de preço entre eles pode passar de 1.200%. Embora esses dados tenham sido obtidos no mercado farmacêutico de São Paulo, fica o alerta para todas as regiões. Afinal, essa diferença pode ser encontrada em todo o país.

3. Itens de Supermercado

Se você é o tipo de pessoa que realiza compras mensais, sempre reserve algumas horas para checar valores. Para facilitar a busca, foque nos itens mais caros, como carnes e verduras, pois a probabilidade de gastar mais com esses produtos é maior. Outra dica valiosa é pesquisar quais as frutas de cada estação. Assim, é possível economizar, variar o cardápio e se deliciar com frutas fresquinhas. Mesmo que você compre semanalmente ou de acordo com a necessidade, a pesquisa que sugerimos acima também é válida. A única diferença é que existem grandes chances de encontrar itens em promoção de uma semana para outra.

4. Roupas

Na hora de comprar roupas, tente se preocupar menos com a marca e mais com a qualidade. Por exemplo: ser fiel a uma loja que fabrica um produto de alta durabilidade é uma opção bastante econômica e reduz o tempo de busca. Afinal, você já conhece o produto. Outra boa dica é ter em mente o que se precisa antes de sair de casa para comprar, assim, você pode visitar as lojas pesquisando o preço do modelo que precisa e não corre o risco de gastar mais que o necessário.

Seguindo essas dicas para pesquisar preços, pode ter certeza que o seu bolso ficará muito mais feliz!

Conte com a Troco Simples na hora de economizar

Já que o assunto é pesquisar preços e economizar, garantindo sempre o melhor custo-benefício, não podemos deixar de indicar uma ferramenta que fará uma grande diferença na sua vida e na maneira que você enxerga o seu troco. Muitos consumidores ficam extremamente irritados quando o estabelecimento não tem o troco exato para devolver ou, ainda, detestam ter aquele monte de moedas na carteira ou na bolsa, não é mesmo? Se você se identifica com isso, fique atento ao que vamos falar agora!

O Troco Simples é um aplicativo inteligente que vai fazer o seu troco render. Ou seja, além de acabar com o acúmulo de moedas, ele pode render um dinheiro extra para você. Para isso, basta ficar atento aos seguintes passos:

1º passo: Cadastre-se e compre com dinheiro

Depois de fazer o seu cadastro no nosso site, toda vez que você fizer uma compra em dinheiro nos estabelecimentos credenciados, terá a oportunidade de movimentar o seu aplicativo, ganhar pontos, e, principalmente, fazer o seu troco render.

2º passo: Receba o troco no aplicativo

Se houver troco na compra realizada, peça para que o caixa credite na sua conta Troco Simples. Assim, você ficará livre de moedas, seu dinheiro ficará seguro e estará rendendo até 0,5% ao mês, de acordo com a quantidade acumulada.

3º passo: Movimente a sua conta

Além de fazer as suas moedas renderem um dinheiro extra, você também acumula pontos toda vez que utiliza o aplicativo. Com esses pontos, você pode trocar tanto por dinheiro quanto por benefícios nos estabelecimentos parceiros.

4º passo: Desfrute do seu saldo

Com o saldo acumulado no Troco Simples, é possível trocar por prêmios e ofertas. Mas mais que isso, você também poderá pagar boletos, transferir o saldo para a sua conta bancária ou cartão de crédito, recarregar o celular, pagar estabelecimentos, comprar games e muito mais!

Muito bom, não é mesmo? Que tal aproveitar essa oportunidade para poupar o seu dinheiro, fazê-lo render e ainda ter acesso a vantagens exclusivas que facilitarão o seu dia a dia? Venha fazer parte do Troco Simples! E se você estiver com alguma dúvida, é só entrar em contato com a gente e iremos ajudá-lo no que for necessário.