dezembro 2017

21
dez

Seis dicas para melhorar o atendimento na sua loja

Um bom atendimento vai muito além de ser bem-educado com o seu público. Existem diversos fatores que impactam na sua relação com o consumidor e que contribuem na hora da fidelizá-lo. Por exemplo: aqui na Troco Simples, nós prezamos muito por um atendimento de qualidade e que realmente facilite a vida do nosso cliente. E uma maneira que encontramos para isso é indicar às pessoas cadastradas em nosso aplicativo os comerciantes que também estão por lá. Mas, claro, esta é apenas uma das nossas atitudes para garantir um bom relacionamento com nosso público, pois existem outras dicas para melhorar o atendimento.

Dicas para melhorar o atendimento

Para ajudar você nessa missão, listamos seis dicas para melhorar o atendimento na sua loja e para que, consequentemente, você alcance a excelência nesse quesito. Acompanhe!

1. Trate seu cliente com cordialidade

Pode parecer algo óbvio, mas você se surpreenderia com a quantidade de pessoas que tratam mal seus clientes. Portanto, uma das primeiras regras é sempre ser atencioso e simpático com o consumidor. Não é à toa que existe aquele ditado que “a primeira impressão é a que fica”. E, com certeza, você quer passar uma boa imagem desde o começo, certo? Então, mostre ao seu cliente o quanto ele é importante para a sua loja, ouvindo atentamente o que ele tem a dizer para que possa ajudá-lo com as melhores soluções.

2. Entenda o problema do consumidor e busque a melhor solução

É muito comum o consumidor chegar na sua loja com um problema e ter dificuldade para explicar precisamente o que ele quer. Desse modo, cabe a você, por meio de um atendimento qualificado, entender o que ele precisa e oferecer o produto ou serviço que melhor irá ajudá-lo. É indispensável que o atendente conheça a fundo tudo que o seu negócio tem a oferecer, domine as ferramentas (quando for o caso) e saiba exatamente como são os processos. Para isso, é ideal treinar a sua equipe antes mesmo dela começar a trabalhar e, quando houver novidades, é essencial repassar as informações detalhadas para os colaboradores. Assim, você garante que os seus atendendentes tenham o preparo adequado e contribuam efetivamente com soluções que vão deixar seus clientes satisfeitos.

3. Nunca deixe o seu cliente desamparado

Dependendo do problema do seu cliente, às vezes não é possível apresentar uma solução imediatamente. Existem casos em que a resposta depende de outros setores e departamentos ou até mesmo de consultas técnicas que levam algum tempo para apresentar uma solução precisa. Nesse meio tempo, é importante não deixar seu cliente sem resposta. Explique a ele o porquê da demora e marque uma hora para que você possa retornar com a solução. E atenção: nunca se esqueça desse compromisso! Dessa maneira, o cliente sempre se sentirá amparado e perceberá o quanto você se empenhou em buscar a melhor solução para a necessidade dele.

4. Crie formas para que os clientes enviem feedbacks

Nem sempre é possível agradar a todos, mas há sempre uma maneira de aprender com os erros. Então, para garantir que você descubra as experiências boas e ruins dos seus clientes, crie um método fácil para eles darem feedback. Pode ser uma pesquisa telefônica ao fim de um atendimento, um questionário por e-mail enviado diretamente da sua ferramenta de CRM ou um formulário na página “Contato” do seu site. O mais importante é ter essa opção à disposição do cliente, estar aberto aos feedbacks — positivos ou negativos — e aprender com as sugestões para fazer o seu negócio prosperar.

5. Surpreenda o seu cliente

Mesmo que você ofereça um atendimento exemplar e tenha clientes plenamente satisfeitos, esteja constantemente pensando em maneiras de surpreendê-los. Seja proativo, antecipe problemas, personalize seus produtos ou serviços. Procure seus clientes para saber o quão felizes eles estão com a solução apresentada. Faça com que eles saibam que são lembrados e, principalmente, valorizados. Oferecer brindes, serviços exclusivos ou quaisquer outros tipos de “mimos” é uma ótima maneira de mostrar que seus clientes são realmente importantes. Assim, você conseguirá fãs fiéis à sua loja e que, espontaneamente, farão propaganda do seu negócio. Esse pode ser um grande diferencial para a sua loja.

6. Invista em tecnologia

Bom, a tecnologia está aí para nos ajudar, não é mesmo? Por isso, é muito importante ficar de olho nas novidades que aparecem no mercado e avaliar se são interessantes para o seu negócio. Esta pode ser uma ótima maneira de facilitar a sua vida e a do seu cliente também. O Troco Simples é um grande exemplo disso. Afinal, sabemos bem como comerciantes sofrem na hora de dar o troco para os seus clientes e o quanto isso, muitas vezes, causa um certo estresse nos consumidores. Sendo assim, nosso aplicativo visa solucionar esse problema. Com ele, é possível pagar o cliente digitalmente, basta cadastrar a sua empresa e gerar um boleto no valor que você quer ter disponível no sistema como troco. Dessa forma, você não precisa se preocupar com as moedas e cédulas no seu caixa, porque é só ir creditando o valor do troco diretamente no CPF do seu cliente.

Agora, que tal colocar nossas dicas em prática, garantir um excelente atendimento e ainda fidelizar clientes? E se você tiver alguma outra dica que não mencionamos aqui, compartilhe com a gente e conte como ela ajuda você a melhorar o atendimento da sua loja. Estamos ansiosos para saber!

18
dez

Cuidados importantes para as compras de Natal

Se tem uma coisa com a qual os brasileiros estão acostumados é aquela combinação que surge, todos os anos, entre novembro e dezembro: 13º salário e os gastos típicos da época. É quase inevitável que uma boa parte do dinheiro extra do fim de ano seja usada para presentear parentes e amigos, afinal, todos estão envolvidos com o espírito natalino. Mas, em meio a esse clima, é necessário ter os pés no chão e muito cuidado com as compras de Natal, evitando que elas se tornem um pesadelo em janeiro, quando as faturas chegarem.

Existe uma série de ações que você deve colocar em prática para evitar o descontrole financeiro nesta época do ano. Elas exigem, principalmente, disciplina e serenidade no momento em que forem colocadas em prática, pois tudo isso passa por um exercício de controle e de escolha de prioridades.

Dicas para cuidar do bolso nas compras de Natal

O começo de tudo é a organização e o planejamento. Pode parecer básico, mas a primeira atitude a ser tomada é somar todos os ganhos de fim de ano, seja com 13º salário, seja com salário normal ou outras fontes. Tudo precisa estar na ponta do lápis para que você tenha uma noção exata do que tem à disposição para gastar.

Depois, é hora de fazer o levantamento de todas as contas de fim e início de ano, como é o caso do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), do Imposto Territorial e Predial Urbano (IPTU) e, em muitos lugares, da taxa de lixo, que aparecem sempre em janeiro. Quem tem filhos precisa levar em consideração material escolar, uniforme e, se for o caso, matrícula da creche ou escola.

O ideal é que você mantenha essas despesas sob controle e inclua elas dentro de um planejamento. Caso contrário, o risco é grande de que não hora de pagar faltem os recursos necessários. E aí o prejuízo e a incomodação com cadastros de devedores é grande.

Estabeleça uma meta

Depois de somar os ganhos e elencar as despesas, você pode estabelecer um teto do quanto pretende gastar com as compras de Natal, ceia, viagem e o que mais aparecer. É claro que, no final, o total pode passar do que estava planejado, mas a ideia é que exista um norte para servir de orientação.

Com isso, a probabilidade de que você compre muitos itens por impulso, sem que realmente seja necessário ou viável, diminui consideravelmente, pois existe uma meta estabelecida previamente e também uma noção das reais condições financeiras. Em tese, qualquer pessoa deve evitar gastar mais do que tem.

Cuidados e sugestões para a hora das compras

No momento das compras de Natal, a questão de não comprar por impulso serve também para fazer você pesquisar preços primeiro. Passe por várias lojas, avalie cada opção,as vantagens e desvantagens de cada uma e, de olho no preço, compare para descobrir qual apresenta o melhor custo-benefício.

Além disso, é fundamental não ter vergonha de aproveitar promoções ou mesmo pedir descontos quando você considerar que é o momento certo. Diversos estabelecimentos contam com margem para isso e acabam negociando as melhores condições com seus clientes, ainda mais em um período de alta concorrência.

Outra dica valiosa é cuidar com o cartão de crédito e as inúmeras prestações. De pouco em pouco, essas dívidas parecem inofensivas, mas podem ter um peso alto na contagem final dos gastos.

Por isso, realizar o pagamento à vista, principalmente em dinheiro, é uma boa alternativa. Essa condição coloca o consumidor em condição de vantagem na negociação pelos descontos, por exemplo, pois é muito interessante para o lojista fazer caixa com algumas vendas.

Se for pagar em dinheiro, é importante ficar de olho no troco. Guardar muitas moedas ou notas de menor valor não costuma ser vantajoso, pois esse dinheiro se perde facilmente. Existem no mercado algumas alternativas interessantes para essa questão, como é o caso da Troco Simples, que oferece um aplicativo pelo qual é possível transformar o troco em créditos no CPF.

Você costuma praticar alguma das dicas que apresentamos ou tem outras indicações para compartilhar com a gente? Então deixe um comentário aqui embaixo! E se quiser conhecer melhor nossa solução, é só clicar aqui.

15
dez

Quatro dicas essenciais para garantir boas vendas no fim do ano

Natal e Ano Novo são épocas excelentes para dar uma alavancada nas vendas no fim do ano. Afinal, este é um período em que as pessoas, de um modo geral, estão mais dispostas a comprar, pois desejam presentear amigos e familiares com alguma lembrança, não é mesmo? Dessa forma, é muito importante estar com tudo bem planejado para atender a essa demanda que só tende a crescer.

Dicas para melhorar as vendas no fim do ano

Nesse sentido, elaboramos um checklist com itens que você não pode esquecer de jeito nenhum para garantir boas vendas e a satisfação dos seus clientes. Confira!

1. Ofereça um bom atendimento

Um aumento significativo em suas vendas no fim do ano não vem sozinho. Certamente, ele é o resultado de diversos fatores que influenciam o consumidor, como o atendimento. Por este motivo, é fundamental ter uma equipe qualificada para atender às necessidades do cliente, dando a atenção que ele merece. Portanto, mesmo que você tenha que contratar novos funcionários para atender a demanda, realize treinamentos para capacitá-los e instruí-los sobre como devem proceder em cada situação. Afinal, eles são peças essenciais para converter clientes que ainda estejam indecisos e que, com a abordagem correta, podem gerar bons frutos ao seu negócio.

2. Fique sempre de olho no estoque

Por mais que você tenha planejado o seu estoque para essa época do ano, é necessário continuar de olho. Muitas vezes, a grande movimentação pode fazer com que se perca o controle dos itens e cause situações desagradáveis com os consumidores. Imagine o seguinte: o cliente entra na sua loja, olha uma série de sapatos e pede aquele que mais gostou no número 44. O atendente verifica o estoque no computador, vê quem tem um par, porém, quando chega ao estoque para buscar a mercadoria, não a encontra. Ao retornar para falar com o consumidor, mesmo que ele traga outras opções naquela numeração, tem que dar explicações do por que não trouxe o solicitado, o que pode gerar um descontentamento.

Por isso, nunca é demais verificar, ao fim do dia, se as informações batem e se, na correria, alguma venda não foi esquecida. Assim, você garante que o seu estoque esteja sempre organizado, facilitando o dia a dia de todos e evitando situações desagradáveis.

3. Tenha certeza de que possui troco suficiente

Quem é comerciante sabe o quanto a falta de troco pode gerar prejuízos no fim do expediente, além, é claro, de situações embaraçosas com os consumidores. Portanto, certifique-se de que na hora que abrir o caixa você terá troco suficiente para dar aos seus clientes. Uma boa alternativa para esse momento é utilizar o aplicativo da Troco Simples. Com ele, é possível pagar o consumidor digitalmente, basta cadastrar a sua empresa e gerar um boleto no valor que você quer ter disponível no sistema como troco. Logo, você não precisa se preocupar tanto com as moedas e cédulas no seu caixa, porque é só ir creditando o valor do troco diretamente no CPF do seu cliente.

4. Prepare uma promoção especial

Em datas comemorativas, o que mais converte são as promoções e vantagens que você pode oferecer para sair na frente do concorrente. E atenção: nesse ponto vale quase tudo, não? Por isso, dê desconto na compra de mais de um item, ofereça brindes personalizados e organize qualquer ação, como um parcelamento maior, que possa motivar a compra. Sorteios de produtos de desejo também são uma excelente alternativa para chamar a atenção do seu cliente. Enfim, existem diversas opções para se destacar e fisgar o consumidor. No entanto, vale o aviso: qualquer que seja a sua estratégia, é preciso planejá-la muito bem para que você tenha o lucro esperado.

Com esse checklist básico em dia é possível colher excelentes resultados! E você, já está preparado? Conte pra gente como está sendo o seu fim de ano e como você normalmente se prepara para essas datas. Estamos ansiosos para saber!

13
dez

Proteja-se da falta de troco em época de 13º salário e datas comemorativas

Para o comércio, algumas datas são extremamente importantes, como o período de pagamento do 13º salário, o Natal e o Dia das Mães. São momentos em que os consumidores vão às compras com mais ímpeto, o que acaba gerando uma demanda grande para os lojistas. Em meio a isso, alguns detalhes importantes passam despercebidos, como é o caso do troco, que nas horas de muito movimento vira um problema ainda maior para os empresários.

Criar soluções para a falta de troco torna-se algo ainda mais importante nessas datas em que a demanda aumenta consideravelmente. E um dos principais motivos para essa preocupação é o fato de que é justamente nesses momentos que aparecem vários novos clientes no comércio. Então, qualquer problema pode deixar uma primeira impressão arranhada e atrapalhar uma possível fidelização do consumidor.

Imagine um momento como o de fim de ano, em que as pessoas correm para o comércio em busca de presentes para amigos e familiares. Grandes filas se formam e no caixa começa a faltar troco. Até que alguém saia para buscar moedas ou vá em outro estabelecimento trocar (o que é difícil, pois a situação é igual para todos), o tempo já passou e, com ele, a paciência de muitas pessoas, que precisam sair dali para comprar outros itens.

É uma situação complicada, não é mesmo? Imprevistos acontecem e ninguém está imune, mas o fato é que o consumidor não pode ser penalizado. A primeira coisa que ele pensa nessas situações é: “Se a loja não tem troco, a culpa não é minha. Por que eu tenho que ficar aqui esperando e pagando o preço pela falta de organização?”.

Você sabe que essa condição não é causada por falta de organização, já que a falta de troco é um problema generalizado. Mas, ainda assim, é dever do lojista compreender a situação do cliente e não entrar em confronto com ele. Ele está pagando pelo produto ou serviço e, dessa forma, quer ter um bom atendimento.

Como se proteger da falta de troco em época de 13º salário e outras datas de aumento de consumo

Antes de pensar em uma solução em relação ao 13º salário, o que os empresários precisam ter em mente é que o comércio não pode ficar dependente da moeda para conseguir oferecer o troco para seus clientes. Mesmo com iniciativas e campanhas que tentam conscientizar as pessoas e amenizar o problema, o fato é que não dá para ficar esperando por isso.

O ideal é que as empresas busquem soluções diferenciadas para este problema, principalmente as que envolvam tecnologia. As pessoas esperam por isso e dão mais valor para estabelecimentos que encontram alternativas criativas e que ofereçam vantagens interessantes.

A Troco Simples oferece uma solução para isso. Desenvolvemos um aplicativo pelo qual os comerciantes cadastrados podem oferecer o troco em crédito no CPF do cliente, em vez retornar o dinheiro em moedas ou cédulas. Assim, os consumidores podem a calcular os valores, que renderão juros e outras vantagens, como prêmios e a possibilidade de colocar créditos no celular.

Para os clientes participarem, como o próprio nome do aplicativo indica, é simples também: basta que se cadastrem gratuitamente no sistema. E aí é importante o comerciante mostrar os benefícios e incentivar as pessoas a fazerem isso. Quanto mais consumidores estiverem participando, menor será a preocupação em ter moedas e cédulas de menor valor para dar como troco.

Conheça a Troco Simples e saiba em detalhes como funciona nosso aplicativo. Queremos ser parceiros do seu negócio, ajudando você a resolver um problema e ainda oferecendo vantagens para seus clientes. Conte com a gente!

6
dez

Dicas essenciais para manter as finanças pessoais em dia

Em outubro de 2017, quase 40% da população brasileira estava com contas em atraso e, portanto, com o nome inscrito em cadastro de devedores. Os dados são de uma pesquisa do SPC Brasil, que mensalmente divulga esse levantamento. Em parte, essa realidade é provocada pela situação econômica do país. Mas, por outro lado, também está o descuido com as finanças pessoais, pois mesmo em situação de crise, muitas pessoas deixam de tomar alguns cuidados básicos.

Esse desconhecimento é comprovado por outra pesquisa do SPC, segundo a qual 47% dos entrevistados sabem muito pouco ou nada sobre seus rendimentos e 41% não sabem sobre as contas básicas. Outro dado apontado no estudo indica que 59% dos inadimplentes têm pouco conhecimento sobre os valores dos produtos e serviços comprados no crédito que seriam pagos no mês seguinte à pesquisa e sobre quais são eles (55%). O número de parcelas das compras feitas no crédito também é bastante desconhecido: 40% dos inadimplentes sabem muito pouco ou nada a respeito.

Com isso, a pesquisa do SPC Brasil revela que uma consequência de negligenciar o conhecimento de seus próprios rendimentos e contas é o fato de 35% dos inadimplentes nunca, ou na minoria das vezes, conseguirem fechar o mês com todas as contas pagas, sem se endividarem.

Cuidados com as finanças pessoais

Para que você não entre nessa estatística ou, se já estiver, consiga sair dessa situação e colocar todas as contas em dia, vamos mostrar alguns cuidados essenciais e providências que devem ser tomadas na hora de lidar com as finanças pessoais.

Antes de qualquer coisa, você precisa começar com um diagnóstico completo da sua situação financeira, dos hábitos e das reais necessidades. Dessa forma, será possível pensar em soluções adequadas à sua realidade e que, de alguma forma, não comprometam pontos importantes do dia a dia.

Mas, para que isso seja possível, um elemento deve entrar em cena: o orçamento. É por meio desta ferramenta que você vai anotar todas as receitas e as despesas, calcular o que recebe e gasta e fazer a comparação para descobrir se está sobrando ou faltando dinheiro.

Com tudo devidamente anotado, você pode partir para a análise e olhar com cuidado as despesas e os gastos. As despesas são todos os gastos fixos que você tem e não pode evitar, ou seja, os gastos que são necessários, como conta de luz, água, condomínio, telefone, alimentação e até mesmo internet, dependendo dos hábitos que cultiva.

Olhando para esses itens, é possível identificar todos aqueles que são dispensáveis e podem, eventualmente, ser cortados ou reduzidos do seu orçamento, diminuindo, assim, os gastos. Esses elementos costumam fazer parte da rotina e acabam passando despercebidos, como uma pizza durante a noite ou almoço fora de casa. Mas se tudo for anotado, será possível identificar essas situações e trabalhar em cima delas.

Hábitos que precisam ser superados

No controle das finanças pessoais, alguns hábitos precisam ser superados para que você consiga ter as contas mais equilibradas. Um deles é comprar por impulso. Ver um produto na promoção é já sacar a carteira do bolso apenas para aproveitar o preço mais em conta é algo a ser evitado. Primeiro, é necessário ver se você realmente precisa do item ou se ele ficará estocado, sem uso por muito tempo.

Outro hábito nocivo que precisa ser evitado é gastar uma quantia que está para receber antes mesmo que ela caia na conta. Faça um planejamento e use o dinheiro somente quando ele se tornar realidade. Sempre pode surgir um imprevisto no meio caminho, para o qual é sempre bom estar preparado.

Mais um hábito a ser considerado é receber o salário e sair comprando itens supérfluos ao invés de, primeiro, adquirir o essencial e pagar as contas mensais. Sem essa disciplina, a empolgação pode fazer o dinheiro evaporar em pouco tempo, sem que você perceba.

Cuidado com cheque especial e parcelamentos

Parcelar compras grandes e ficar apenas com valores pequenos para pagar mensalmente é tentador, não é mesmo? Dá a impressão de que sempre caberá tudo no orçamento. Mas o fato é que, de pouco em pouco, a situação estoura e sai de controle. Aquelas parcelas pequenas acumulam e viram algo grande.

O mesmo vale para o cheque especial. O limite está ali e, às vezes, você acha que não terá problema usar um pouco. Só que, mais uma vez, de pouco em pouco, a situação vira uma bola de neve interminável.

Não gaste mais do que pode pagar

Esta é uma regra que parece ser básica nas finanças pessoais, mas é esquecida por muita gente. Querer manter um estilo de vida incompatível com a renda é, infelizmente, uma realidade. E isso vale para alimentação, vestuário e entretenimento. Escolher marcas muito caras, restaurantes de alto padrão e opções de divertimento com ingressos caros leva muitas pessoas para situações financeiras complicadas.

Claro que todo mundo pode, às vezes, escolher algo diferente, que fuja do padrão, mas isso não deve ser rotina. Em resumo, queremos dizer que ninguém deve manter um padrão de vida que não pode sustentar.

Buscar alternativas diferenciadas

No mercado, existem soluções que podem ajudar você nessa missão. Entre elas está o aplicativo Troco Simples, que transforma aquele troco que seria recebido em moedas e ficaria perdido em algum canto virar crédito no CPF e valorizar. Para isso, basta se cadastrar e buscar estabelecimentos que também são cadastrados.

Para conhecer melhor o sistema, acesse nosso site e entre em contato com nossa equipe. Conte com a gente!